Cacao Equador

Bombons, trufas e tabletes de chocolate que, antes de conquistarem pelo estômago, prendem o olhar.

Texto: Mariana Abreu Garcia

Em 2008, ela era professora e ele liderava o departamento de design numa multinacional. Se na altura dissessem a Teresa Almeida e Celestino Fonseca, ambos formados em belas artes, que nesse ano haviam de se aventurar na chocolataria, o mais provável era não acreditarem. Mas assim foi.

Celestino tropeçou na ideia em Leiria, quando entrou num espaço ao acaso para beber um café e se deparou com chocolates que, apesar de muito bons, eram embalados e apresentados com pouco cuidado. “Deu-me um clique”, recorda. “Falei do assunto em casa e a ideia entusiasmou a minha mulher.” Apesar de ambos estarem profissionalmente estáveis, a vontade de fazer algo diferente pairava entre o casal. “Não houve business plan nem nada que se pareça: pensámos apenas em fazer alguma coisa boa e muito bonita.”

Em parceria com o chef pasteleiro que conheceram em Leiria, a Cacao Equador deu os primeiros passos em 2009 e, passados três anos, Celestino e Teresa estavam a largar os seus empregos para se dedicarem ao projeto a 100%. Ficaram conhecidos pelos primeiros produtos que lançaram: trufas e tabletes de chocolate cuidadosamente embaladas, que vinham com pequenas ilustrações de Celestino, com um espaço para que cada pessoa pudesse escrever à mão uma mensagem personalizável. Ainda é assim. “Durante os períodos de confinamento da pandemia, este pormenor fez ainda mais sentido. Quem encomendava para oferecer, podia incluir uma mensagem para nós escrevermos no cartão.”

Os chocolates passaram a ser produzidos em pleno Porto, numa oficina de 300 metros quadrados que entretanto deu lugar a uma de 600 – “e já não chega também”. A produção de chocolates corria bem mas assentava num modelo que permitia controlar pouco a qualidade da matéria-prima, o que desagradava Celestino. “Não nos interessava trabalhar apenas as receitas de chocolate. Nós queríamos o nosso próprio chocolate.” Em parceria com roças em São Tomé e Príncipe, a Cacao Equador passou a poder controlar a qualidade do cacau desde o momento da colheita, passando pela fermentação, a secagem e até o transporte. “Faz toda a diferença. A logística é complexa mas a qualidade é superior.”

Dos muitos produtos da Cacao Equador, destacam-se as tabletes de chocolate, que vêm embrulhadas em papéis com diferentes padrões e inspirações, criados pelo casal. “Andamos sempre entre o papel de empresários e de artistas, o que é muito bom para nós.”

Mais Vistos

Ler

Revista

A história do Barca Velha

Nasceu no Douro em 1952 e atingiu um estatuto mítico entre os vinhos portugueses.

Ler artigo

Ler

Revista

Na casa de Manuel Aires Mateus

Um dos principais arquitetos portugueses mostra a casa onde vive.

Ler artigo

Sair

Norte

Casa no Castanheiro

Debaixo de um castanheiro centenário nasceu um refúgio desenhado pelo arquiteto João Mendes Ribeiro.

Agendar estadia

Ficar

mishmash

The Notebook

Um caderno premium com quatro ou cinco separadores, perfeito para a organização do dia-a-dia.

Comprar a partir de 20€

Ler

Revista

Casa na Montanha

Uma "cabana confortável" desenhada pelo arquiteto Luís Tavares Pereira para se fundir com a paisagem do Gerês.

Ler artigo

Mobiliário

Fuschini

Cadeira José

Feito em Paços de Ferreira, é um autêntico cadeirão, perfeito para a sala de estar e para descontrair.

Comprar por 531€

Ler

Revista

Subscrição Observador Lifestyle

Subscreva durante 1 ano a revista Observador Lifestyle ou surpreenda alguém com esta oferta.

Subscrever revista

Comer

The Therapist

Granola salgada

Perfeitas para sopas e saladas, estas granolas de origem biológica ajudam numa alimentação saudável.

Comprar por 6,90€

Sair

Alentejo

Casa na Terra

Semi-enterrada e coberta de vegetação, a Casa na Terra foi desenhada por Manuel Aires Mateus.

Agendar estadia

Ficar

So-So

Água no bico

Das expressões populares portuguesas nascem brinquedos e objetos decorativos em madeira.

Comprar por 60€

Sair

Algarve

Conversas de Alpendre

Para além das 9 suítes, é possível dormir numa cabana de luxo e até numa casa na árvore.

Agendar estadia

Fazer

Life in a bag

Mini Horta

Nesta mini horta pode cultivar mini legumes, baby leaves ou ervas aromáticas.

Comprar por 30€

Cesto de Compras